25 de dez de 2009

Mudanças

De lá:




Prá cá:






Daqui prá acolá:






Fui, me achem por aí.






19 de dez de 2009

Só porque é azul...




... prestando ou não, hoje vejo.


Se esta crítica estiver certa, vou amar.


Linda foto, não?


Depois conto as impressões.

11 de dez de 2009

Sessão Coruja

Mas que amor de cachorrinha!
Mas que amor de cachorrinha!





Pode haver coisa no mundo
Mais branca, mais bonitinha
Do que a tua barriguinha
Crivada de mamiquinha?





Pode haver coisa no mundo
Mais travessa, mais tontinha
Que esse amor de cachorrinha
Quando vem fazer festinha
Remexendo a traseirinha?





Uau, uau, uau, uau!
Uau, uau, uau, uau!

(Tom Jobim/Vinícius de Moraes)

6 de dez de 2009

3 de dez de 2009

Sem segredo

Algumas amizades você guarda num cofre, sacode a chave fora e esquece o segredo.
São para toda vida mesmo.
Ponto final.

2 de dez de 2009

Do dia, de noite, quase dia

Em algum parênteses do cyberespaço (Twitter, Orkut, afins...) li na data de hoje : a felicidade nada mais é do que boa saúde e memória fraca. Variantes, após algumas buscas: a falta de memória é um atalho para a felicidade. Concordei com tudo. Mas a teoria me levou a uma conclusão tétrica, incorreta e confusa, além de imprópria ao horário. Que seria: o passado é necessariamente infeliz. Somos todos infelizes, pois que apenas esquecendo é possível a felicidade. *Suspiro*, como diria a Lu.

Ou seja, somos a geração da depressão.

Eu, hein. Hoje não, violão.


--------------------


Na contrapartida, "e-vem" Seu Jôka com o lindo poema: "Tente a lógica. Mas se ela falhar, tente a magia". Isso ultimamente não funciona bem comigo (pois é prerrogativa tão somente da juventude, me parece, que as tolices se convertam em maravilhas), mas é bem bonito, e o belo, há que se apreciar...


--------------------


Agora eu durmo.

28 de nov de 2009

Era tão bom, e eu percebia mas sem saber direito...

Sinceramente, a tempo não sentia tanta vontade de escrever um post como esse que vai agora.

Afinal, o Twitter tem que servir pr'alugma coisa... De lá me chegou a notícia dos 25 anos de morte do Júlio Barroso, que infelizmente eu não sabia quem era (agora eu sei, Nelson Motta). Já o Gang 90 e as absurdetes, aí são outros quinhentos...





Claro que você sabe quem foi o Gang 90, embora a princípio pareça que não... Espere.

A minha paixão, primeiro, foi assim. Veja bem. Contextualizando no tempo(!), conheci mesmo em 81, mas a paixão não começou aí. 1981, tinha 10 anos(!) e, sim, eu lembro de Perdidos na Selva no Festival da Globo (afe!). Recordo perfeitamente como ficamos todos meio espantados com a letra sui generis (new wave?), aquilo era coisa para tocar em festival? "Que coragem, não vão ganhar nada, coitados", pensamos... De fato...

A paixão só fulminou mesmo em 83. 12 anos. Eu não lembro da novela, diga-se de passagem. Nem lembrava que era tema da abertura! E que era com Fábio Júnior e Glória Pires, que eram, como é público e notório, "o casal", ok? Nem pensar. (A quem interessar possa no Youtube tem vários links referentes a novela, inclusive com cenas do lindo Lauro Corona, para matar saudades).





Ah, mas Nosso Louco Amor deve ter sido umas melhores coisas que eu primeiramente ouvi na vida, sem sombra de dúvida. Aquilo grudou como chiclete em meu cérebro, coração e pele, devia ser um inferno para os que andavam perto. E, confesso, até hoje me dá um frisson... A melhor parte era aquela que ninguém entende direito "nosso louco amor é mais que um jogo de dados/um amor pirado/assustado". Bom, essa é a minha versão...

O mais estranho disso tudo é que estas pessoas parecem que realmente sumiram, desapareceram, entraram em algum buraco negro e nunca mais...

Aniway, salve, salve, finado Júlio Barroso, prazer em conhecer. Gang 90, Absurdetes, vocês são especiais, colegas... E eu nem vou falar de Ó, meu amor, isso é amor.


"Mas que tremenda aventura..."

14 de nov de 2009

Afinal...

... é contribuir com o fim mais próximo do planeta usar este produto para "regeneração capilar" (não, meu cabelo não está caindo...) em cujo rótulo consta "enxague abundantemente"? E tome-lhe água. Cinco minutos de água corrente pós-banho. Afinal, a "coisa" tem cheiro de óleo de cozinha (já me arrependi. A opinião é apenas minha, mas sim, o cheiro é de óleo de cozinha).

Imagine, metade da populaçao é feminina, a indústria de cabelos é das mais poderosas, estamos acabando com o planeta, ó céus...






Acordei tão ecológica hoje... Fútil também... A felicidade deve ser fútil... E este cheiro sairá de meu cabelo, Deus é pai afinal...

6 de nov de 2009

"El miedo es una sombra que el temor no esquiva
El miedo es una trampa que atrapó al amor
El miedo es la palanca que apagó la vida
El miedo es una grieta que agrandó el dolor"



29 de out de 2009

Downzinha

O coro grita estridente:
"vai à missa, vai à praça!
deixa a tristeza passar!"

Passa nada.
Só passa mesmo a banda e a uva-passa.






Do Frango Albino




--------------------------------



UPDATE - Prá que, hein?
É mesmo que fazer gol contra, pelamordedeus...
E quem tem um amigo como tu num precisa disso não...



24 de out de 2009

Teste de Memória

O meu escore: 100%(!) e 83%.

Aqui.

E eu fiquei além de tentando memorizar as faces pensando em como somos diferentes, fisicamente, só para começar...

Sobre o resultado de 100%, eu já esperava, o meu problema não são rostos, mas ligar o nome à pessoa...

1 de out de 2009

26 de set de 2009

Carl & Ellie




Novo casal na lista dos mais in da telona

Esses vieram para ficar.

21 de set de 2009




O que há é tormenta
no profundo,
escuro, calmo
em que me lanço.
Mansidão de superfície só.
Oceano
que desconheço.

15 de set de 2009

XMen X Crepúsculo




(Re)Vendo ontem na telona "XMen - O Confronto Final", me ocorreu que foi uma "chupada" violenta na Marvel Comics o que a Stephanie Meyer fez conferindo a alguns de seus vampiros da série "Crepúsculo" poderes especiais, né verdade?

Seriam XVampires?

Vampiros mutantes?


1 de set de 2009

Apaixonei




Foi pura sorte da Fernanda "Fofa" Takai ter gravado logo agora "Ben", música que já cantava a um tempo nos shows.

Cabe até breve retorno ao templo da perdição.

Afinal, "you´ve got a place to go"...

14 de ago de 2009

Stand By

Gentem, estou entrando em modo stand by por aqui com certeza até novembro, se Deus quiser até dezembro.

Se gostam de mim, não queiram me ver neste período e me expulsem deste local de perdição.

Hasta la vista, vos loviu.


11 de ago de 2009

Despedida

Faz dois minutos me deu uma tristeza funda só de lembrar da música do Roberto "Despedida" ("Já está chegando a hora de ir/lálálá-lálálála-lálálá" - o resto você sabe), e fui obviamente olhar a cartela de anticoncepcionais para calcular se já era TPM.

Era, claro. É.

Mas claro que nem tudo é tão sem sentido. Afinal, acho que até o fim do ano vão haver algumas despedidas. Deve ser por isso.

No mundo virtual esse negócio de ir embora quase não existe. Ou existe, mas depende só de sua vontade e mais raro de forças externas. Quer dizer, espelha uma realidade interna das criaturas bem mais difícil de ser compreendida.

Ui, viajei.

Fui.

1 de ago de 2009

Momento mulézinha, macho, não precisa ler

Ando ultimamente com uma dúvida atroz.
Afinal, os 40 vão chegando e você começa a rever conceitos.
Sutiã de enchimento, que hoje todo mundo usa, e eu adotei sem ressalvas (porque é lindo, sem sombra de dúvida) não é uma enganação que vai fazer nossos peitos cairem mais rapidamente, hein, hein?

23 de jul de 2009

Rapidinha sobre HP6

Eu fiquei procurando o livro no filme e não encontrei.

Além do mais me cansou.

Buh.

21 de jul de 2009

Quando leio...

... certos posts por aí, começo a pensar que talvez não seja mais humana. Esta capacidade de me expor, como perdi.

Não sei se é bom ou ruim, e porque este tom de desengano, se tantas vezes é pelo que mais anseio. Não sentir tanto. Mas não expor não importa em não sentir.

Muito confuso para uma noite de inverno. Espera que passa.



Homenagem a este post do Lôro.

15 de jul de 2009

Ilustrada Noite

Faz dias estou com as músicas do Noite Ilustrada na cabeça.

Que eu aaaaadooooorooooooo, é uma coisa engraçada.

"A madame tem preconceito de cor/não pode evitar esse amor/senhorita foi morar lá colina/com o neguinho que é compositor"

Gosto em especial das canções que contam histórias, como a do velho de 76 que namora com a garota de 18 anos. "Carrego meus desenganos/e ela sonha em ser feliz/imaginem vocês".

O clássico pou-pourri, prumode "crássico é crássico"...






"Aí, seu olhar no meu olhar/depois sua mão na minha mão/na toalha de mesa de um bar/você desenhou um coração"


Tão diverso o mundo do amor ficou. Veja só, ontem li uma notícia de uma menina de 15 anos que se deixou filmar pelo celular fazendo sexo com cinco rapazes, no interior paulista. A moça disse ser "uma farra". O referencial com que se observa o sexo e o amor mudou em demasia. Quem nasceu a menos de 20 anos não se apercebe do choque que é, para esta geração a qual pertenço tal espécie de visão. E nós nos julgávamos atuais, quáquáráquáquá...

14 de jul de 2009

Porque a água vem da mágoa? A água, que é fonte do belo, do puro, do límpido, do regojizo. Mas a fonte, quando verte, é que há mágoa. A fonte da inspiração.

O belo vem do triste. A arte também vem.

Eu sou desta escola, é uma pena.


-------------


UPDATE - Pesquisa em amplos meios (Twitter, Blog, afins): O que vc faz quando triste? Se recolhe, chora, afoga no trabalho? Qual a melhor opção? Responsam, sim?

10 de jul de 2009

"Eu não sou água
prá me tratares assim
só na hora da sede
procuras por mim..."






Meninos, meninas, a fonte secou...

Chegando a hora de fechar a bodega...

3 de jul de 2009

A filha influencia a mãe...




"He was a boy
She was a girl
Can I make it anymore obvious?
He was a punk
She did ballet
What more can I say?"



Meodeos, e toca em Malhação...

1 de jul de 2009

Prá não dizer que não escrevo...

O Bom dia IX já foi..

Então vamos ao VIII.









Bom dia VIII


A festa do canto
não aguarda a manhã que se aproxima.
Duelo, dança, diálogo?
Os pássaros se sabem.
Não são homens,
estes seres que apenas interrogam.
Encorpa-se o azul com os pingos gordos e lentos,
que a luz entorna no manto.


28 de jun de 2009

Apesar do padre*...

Jennifer Garner e Mark Ruffalo dançam Thriller, do finado MJ, em "De Repente 30".



Além de excelente, a cena ainda de quebra tem Mark Ruffalo...



*Referência ao sermão de Padre Joaquim sobre MJ na missa de domingo - mas não dá prá resistir, padre...

17 de jun de 2009

Cê lembra desse tempo?

A saudosa arte do encontro
Publicado no JC Online, em 11/06/2009 12h51 - Ana Quitéria

Lembra que antigamente não existia celular? Era um mundo estranho, onde as pessoas não se sentiam incompletas sem o aparelhinho por perto. Um mundo diferente, onde as pessoas se encontravam. Era assim, quem queria se ver marcava um encontro. Estipulava-se hora e local, tempo de tolerância, no caso dos mais organizados e, pronto. Não era necessário mais nada. Os encontros podiam acontecer em praças, na praia, no meio da rua, na frente do cinema. Os cinemas ficavam nas ruas. Tinham calçadas na frente.

Nestas antigamências – com licença para o neologismo -, as pessoas simplesmente acreditavam que, se o encontro estava marcado, certamente iriam se ver. Claro, que existiam os bolos, mas estes eram uma maneira muito objetiva de dizer: “Eu não te quero”. Agora, com estas empresas de telefonia doidas, ficamos sem saber se o sms chegou ou não, ou se aquele alguém não quer atender ou esqueceu o celular em casa. Mas na verdade, quem é que anda sem celular? Quem não voltou para buscá-lo quando percebeu que o esqueceu? Quem não checa as ligações perdidas quando a bateria acabou? Se o telefone tocou até cair na caixa e a pessoa nunca retornou, se o sms nunca teve resposta, a mensagem é a mesma: ele(a) não te quer. Quem não tem medo disso?


Termine aqui.

Blog Dorado




A Linda Lu me deu este selo Blog Dorado (classudo, hein? E me lembra as casas de Hogwarts. Brigadim, Lu).

1) Mencionar quem lhe ofereceu o selo.
2) Completar a frase “Eu sou Luz e quero iluminar…”
3) Passar o selo para até 15 blogs que consideremos de LUZ, avisando-os da oferta (Não tenho 15, mas vamos lá).


“Eu sou Luz e quero iluminar seu dia com um pequeno gesto de carinho."

Ficou cuti-cuti, hein? Mas isto mesmo que estas correntes representam, troca de carinho, todo mundo quer ser amado.

Eis os iluminados (Vou seguir o jeito da Lu, colocando frases que me chamaram atenção nos blogs:


Eu sou Luz e quero iluminar aquele canto onde a pessoa sempre dá uma topada co dedão na quina da mesa.” - Pensamentos de Uma Batata Transgênica

"O sorvete de cocada da Fri-Sabor, vício. No mais, estou com Clarice, uma hora esse ensaio sai. Professor super exigente, daqueles bons que deixam a gente meio com receio de decepcionar. Mas aí quando você mergulha em C.L., tudo pode acontecer." - Leite de Cobra

"Um amigo, certa vez, perguntou onde eu gostaria de viver se, tempo, dor, dinheiro e governo não fossem um problema e eu não soube responder. Eu não soube. Eu não soube dizer se gosto de casa, de apartamento, se de campo, se de mar, se dum resort, se dum submarino, se do castelo prometido pela revista ou dum sobrado no Brooklyn. Eu não gosto de nada, disse a ele, eu não gosto de nada e não quero ir a lugar nenhum. " - Drops da Fal

"A Avenida Copacabana é um lugar de gente estranha e muitas vezes até bem esquisita. Nós não somos sarados. Nós não somos lindos e nem chiques. Os nossos cabelos não balançam. Nós nem somos politicamente corretos. " - Avenida Copacabana

"A Chapada Diamantina já é o lugar mais bonito que vi na vida. Trilhas viciam. Conhecemos o melhor guia do mundo. Muitos dias de caminhada dão barato." - Enfim meu blog

"E eu, que tinha me esquecido como cheiro de recém-nascido é bom." - Bicho solto

"O amor não é algo que esgotamos, depois que acaba, o que esteve em nós continua nos assombrando, a jovem de ontem me fez lembrar tanto você que chegará um dia em que só me lembrarei de você através da jovem de ontem, da boca dela e do que ela me disse como se fosse você me dizendo a mesma tolice, o mesmo eu te amo – que você, talvez, nunca tenha me dito, mas que eu continuo escutando." - Puro e obsceno

"Caldos de peixe e de feijão para o pirão. Estranhei o caldo meio ralo do feijão preto, mas é fundamental para encharcar e escaldar a farinha de mandioca fininha que já o espera nos pratinhos mata-fome. O caldo chega por cima, super quente, e o que precisamos fazer é mexer a mistura com vigor. Revigorantemente bom." - Come-se

15 de jun de 2009

Ando meio desligado

Projetos são tábuas nas quais a gente se agarra e não quer mais largar (no meio do oceano? Afe. Mas sim, porque não. Isto contudo dá outro parágrafo, e vai de encontro ao processo). É preciso, necessário, absolutamente imprescindível, crer, a despeito de todos os desvios, surda, cega e loucamente.

O fato, contudo, é que neste meio tempo vai batendo uma solidão da porra.

Talvez seja nisto que pensou o Paulo Coelho quando criou aquele título que me intriga, "O Vencedor está Só".

Hahaha, vencedor, sim, modéstia, não, faz parte do processo.

Sim, sim, eu estou meio louca, faz parte do processo.

E eu estava pensando agora a pouco numa canção que é a minha cara neste momento e esqueci. E não é "Ando meio desligado". E não é "Feliz Cantar" (a música da Duda da novela, sô) que bate infeliz na minha cachola a dias.

4 de jun de 2009



Uma concha não é tão vazia...
Apenas me ocorreu...





É que tem mais poesia na melancolia que na serenidade. Que às vezes me dá esta saudade esquisita ...



(Sim, eu sei, telegrafia agora é com o Twitter. Mas é que não nos acomodamos um ao outro...)



--------------------------------



Da minha vizinha. Prá segurar o fôlego poético.



poeminha cínico


mesmo o mais cinzento dos domingos
diz-se azul quando amanhece

ainda que em meio a terremotos
maremotos tempestades

mesmo o amor mais corrosivo sabe
a mel quando engatinha

ainda que respingue sangue e fel
a cada passo

mais importa o prometido que o
que encerra

à luz dos dias a crua e cínica
e vã realidade

sendo assim seguem sempre azuis
e doces os amores e os domingos -

a propaganda é a alma do negócio
bem se sabe



(Márcia Maia)

29 de mai de 2009

Que música tocava no ano que você nasceu?

Recebido na saborosíssima lista nempb.

Muito legal.

As 100 musicas mais ouvidas de 1904 até 2008

Vale também observar como a qualidade do que o público ouve caiu na atualidade... Só prá constar, depois da diversão...

25 de mai de 2009

Aniversário

Eu me sinto velha a muito tempo em muitos sentidos. Em especial neste sentido que me faz querer ver o tempo passar logo; o que, de maneira contraditória, no fundo é uma manifestação da minha imaturidade, da minha adolescência tardia, desta saudade dos sonhos que não me abandona. Então desejando ser velha, sou apenas uma criança, na verdade. Pois que outro é o desejo da criança? Crescer, sempre.

Mas o que tanto anseio na idade? "Folhas, paciência e grandes raízes", diria o poeta. Sim. Uma paz que julgo merecida; a morte do afã da beleza, essa vilã que apavora; o ser simples que sou sem que me exijam nada além. Vivenciar os dias, um a cada vez, sem a falta de fôlego da vitória ou a depressão do fracasso. Tão somente ser, estar, viver, no âmago da permanência liberta de amarras. Como são os bichos, que não se atormentam em ansiedades se saciados, acasalados, descansados. Tão pouco incomodar-se com os cruéis que chamam a isto sobrevida. É deles particularmente dos quais livrar-me-á o tempo, este amante fiel.

Ah, os outros... Sejam eles em verdade o inferno que meu terror supõe, ou não, deles o tempo sem dúvida livrar-me-á. Que sejam meros figurantes, a protagonista serei para sempre eu, eximida de culpa.

E assim, ausente dos demais, mais próxima deles estarei. "Com um sorriso nos lábios".

Feliz aniversário. Como é bom estar aqui.

22 de mai de 2009

21 de mai de 2009

Não acredito no que meus olhos vêem




Bobinho, mas ah que saudade...






Esse aí, genial...







Mio, Mao, os preferidos...





TV Globinho. Dele só sobrou a Paula Saldanha, que ficou gordinha, mas continua super legal. Plim-plim prá você também.


Problema na cabeça

A única explicação que eu vejo para estar com a música da Britney no juízo.

E claro, convívio com aborrescente.

E pensar que, ouvindo (direeeeeeeeto) na rádio, eu pensava que o título era algo como "Humanizer", e imaginava um clip com robôs.

Quando achei na internet descobri que era "Womanizer", e imaginei que tinha algo a ver com ... "mulherize-se" ????????!!!!!!!??????

Mas vejam só o que eu achei, apenas uma Britney safada, como sempre.

E Womanizer quer dizer... mulherengo?

Depois eu digo que não entendo mais o mundo e ninguém acredita, eu hein.

Aqui.

19 de mai de 2009

Resposta prá Lu e descansando o juízo

Lu, claro que tá chegando o dia (HP, claro), e estamos já combinando nossa ida ao cinema. Afe! De novo não escapo, felizmente!

A propósito, que é isso? Adorei!

Pois, a despeito deste post, eu me rendi ao entretenimento fácil que os vampiros e agora lobisomens (Tô lendo Lua Nova) proporciona. Meudeus, é mesmo que chiclete.

Continuo contudo achando que a heroína é politicamente incorreta (já falei disto aqui?), ensinando às mocinhas que os homens (ainda que não humanos, vampiros, lobisomens), digo, seres de sexo oposto, são todos os seres supremos, o que é aquilo, gente? A criatura não vive sem um, quase morre sem!

Não, mocinhas, não é para serem assim.

E no final a criatura vira vampira para juntar-se ao amado. Danou-se!

Estou avisando, não leiam, é chiclete!

9 de mai de 2009

À minha mãezinha, ...

à sua mãezinha, a mim que sou mãezinha, a você que é mãezinha...


Mãe





Caiu-me ao colo a estrela,
levei-a ao peito e grudou.
Pronto.
Bastou.
Engravidou-me.



Publicado em 29/07/2007.

Sujeição

O fato
é que estamos sujeitos a cataclismas,
arrepios e pensões.
A condição humana, que regurgita todo tempo.
O fato é que pode ser que sim,
pode ser que não,
pode ser apenas isto mesmo que estás a ver,
um rito simplório que se espalha pela casa.
Acomoda-te e aproveita, seja como for.
A razão
não encontrarás neste longo trovão que esperas conclua-se.




--------------------------



Minha vizinha é poeta. Tem livros, prêmios e blogs. Inspirou-me.

Tábua de Marés

7 de mai de 2009

Noturna

Uma vontade sem fim de ouvir Beirut

Eu, hein.


-------------------


Pelo jeito, meu destino é virar "twitteira" (isso existe?).

Não que me interesse isso de dizer o que estou fazendo toda hora. Eu, hein.

Mais mesmo pela celeridade.

Se bem que não entendi muito bem o conceito. Como sempre atrasada.

O causo é ver as criaturas tendo e dar coceira. O que significa um algo mais pendurado em minhas costas.


------------


Hahahaha.
Na primeira tentativa "Twitter is over capacity". Tá ruim hein, mizifio...


------------


. Mas tá vazio.

28 de abr de 2009

Bom dia X, X dias depois






Fonte.



Bom dia X

Tão cedo
e vem a manhã
três e madrugada.
Inda nem foi o ébrio e desesperado último da festa.
A luz desliga o som,
a brisa insone cala a noite e o sonho do poeta.







Agora tributário. Nada poético, claro.

18 de abr de 2009

Daqui não saio, daqui ninguém me tira


Jackson Lago, ex-governador do Maranhão


Mas que palhaçada, meu velho.

No Jamildo e em todo lugar.


16 de abr de 2009

Eu tenho, você também

Uma coisa preciso não esquecer: eu tenho amigos. É só procurar.
Procure-os e você encontrará. (Nossa, isso parece biscoito da sorte chinês.)




(Uma gracinha prá fechar o dia) Fonte

15 de abr de 2009

Bom dia XI

Como ando, conforme já informado, bastantemente focada em alguns projetos, para não deletarem o blog(!), vou postar por aqui os meus poemas "Bom dia".

E já estou no décimo primeiro, kcilda!

Bom, espero que gostem deles como gosto de escrevê-los. São poemas da madrugada, de quando acordo muito cedo e vejo o dia da minha varanda.

Vou começar de trás para frente. Este foi de anteontem.





Fonte.


Bom dia XI

Sob a chuva e o céu azul
às cinco horas do dia
até os prédios não são cinza.
Refletem-se na sarjeta e no brilho das folhas,
como as luzes que restam e o fusca vermelho.
Os fios aos postes: são colares que se desfazem,
gotas lentas, aborrecidas,
que correm até secarem ao chão.

10 de abr de 2009

Rememorando a páscoa de outros anos

Nunca pensei que repetiria posts, mas enfim, acontece.

Dejá vu, nada, repeteco seguro.

Feliz Páscoa!






Tô eu e o coelho maluco da Alice, correndo. Mas não posso deixar de desejar Boa Páscoa para todo mundo que lê o Maio! E não exagerem no chocolate, crianças!



Tirei daqui

3 de abr de 2009

Como você vai? Índio...

Três de abril de doismilenove, na Venérea Brasileira.
Mataram uma aposentado em assalto na Caixa de Jaboatão.
Preta dando um pega em Jesus.
Timbuzinho arfando prá chegar lá.
Crise comendo no centro.
Bigbrother acabando, graças ao pai, que não aguento mais brigar para menino dormir.
Querendo chover mas não chove. Quente como nunca esteve.
Tudo pronto prá páscoa. Mesmo que todos queiram perder peso.
Iron Maiden fez show. Terá Cirque du Soleil, quem terá dinheiro prá ir?
E eu numa atividade louca de morrer. Melhor que discutir o sexo dos anjos.
Tarde, sô. Não, não estou conseguindo assistir a Santinha, já teve beijo?

27 de mar de 2009




Parece fórum de alguns concursos do site do CorreioWeb.

'Sobe".

É prá não apagarem o fórum, kkkkkk.

19 de mar de 2009

Raposa do Sol




Sai prá lá, cara-pálida.

Porque tem dia que ainda é dia de índio.


Notícias STF - "Quinta-feira, 19 de Março de 2009
Rádio Justiça destaca: Raposa Serra do Sol será ocupada só por índios

O Supremo Tribunal Federal (STF) concluiu o julgamento da ação que questionava a demarcação da reserva indígena Raposa Serra do Sol, em Roraima. Por maioria, os ministros decidiram que a demarcação do território deverá ser contínua e a saída dos produtores rurais que ocupam a terra deve ser imediata, mas supervisionada pelo relator da matéria, ministro Carlos Ayres Britto, com apoio do Tribunal Regional Federal da 1ª Região.
"

17 de mar de 2009

De que me serve...

... uma cara feia?
... um ar sorumbático?
... um pensar no pior?

Um sorriso para vocês.





O Garfield é bem adequado.


---------------------


O pêndulo é assim mesmo, vai prá lá, vem prá cá.

Como na canção "tá quente/tá frio/tá frio/tá quente/dizia meu tio/que a vida da gente/é como a corrente na beira do rio/às vezes tá quente/às vezes tá frio"

Não sei porque ando com tal mania de esquecer coisas assim.

Prá tudo há um jeito. Menos pro Clodovil.

Por falar em Sítio do Picapau Amarelo, breve sessão nostalgia prá sacudir os neurônios.





O minotauro, meu predileto. "Um cheiro de vaca mocha misturada com cheirinho de gente"...

12 de mar de 2009

Afe

"Penso que cumprir a vida seja simplesmente compreender a marcha e ir tocando em frente"

Nos dias que dá, lógico, seu Almir.

Ok, ok, estou aqui para morrer por mil e uma inutilidades que apenas me levarão a sabe-Deus-onde.

O que estou precisando mesmo é de um ouvido paciente. Na falta vou de blog. É uma pena que esteja tudo se tornando tão complicado para todos; o fato indubitável, contudo, é que sempre temos a sensação de que o reflexo é pior em nós, que tudo só acontece conosco, essas coisitas bestas. É da condição do homem. Como se todo mundo não tivesse uma, duas ou muitas malas sem alça para carregar. Como se as frustações não se transformassem em veneno na língua da maior parte das pessoas, mas só das que nos cercam.

Ah, um vai-se-danar resolve muito bem alguns problemas, merda de educação. Um por dia, para ser exato. Um para cada antipatia em seu caminho, é o que te desejo, e o que me desejo. O tempo da delicadeza cansa a beleza.

5 de mar de 2009

Wolverine chegando




Aí eu abro uma exceção ao foco. Porque quem é de ferro é ele. Oia, e é em Maio, de presente.

Mas o siri tá na lata, deixa ele lá.

26 de fev de 2009

Siri na lata

Eu bem pensei em tirar o siri da lata do subtitle, pois passado o carnaval. Mas o causo é que a canção reflete bem o momento. Estou aqui tentando manter o foco para não fugir o siri da lata. Sendo assim, fica o siri, ficando eu não sei quando, como, ou porque. Estando "o olho na tampa, na brecha da lata", sobra pouco tempo pro blog. Assim seja. Hasta de vez em quando. Wish me luck (acho que isso está errado, mas tudo bem, não cai inglês em concurso público).

20 de fev de 2009

Que toquem os clarins...

... pois nem só de pão, prece e poesia vive o homem!





Deixa Momo reinar!


Bom carnaval para você que gosta, e para você que não gosta também!

17 de fev de 2009

Sendo carnaval, o poema é de natal

Se perguntamos, porque não aos poetas?





Não interessa se é carnaval, Vinícius é Vinícius e o belo irresistível.

Sobre o filme , eu só digo: assistam...


"Para isso fomos feitos:
Para lembrar e ser lembrados
Para chorar e fazer chorar
Para enterrar os nossos mortos —
Por isso temos braços longos para os adeuses
Mãos para colher o que foi dado
Dedos para cavar a terra.
"



Tão simples...

Agora danou-se, vou lê-lo até enjoar, apaixonada uma vez mais...



-----------------------



UPDATE - A propósito, Diler, bem que busquei algo de Vinícius sobre carnaval, mas a despeito deste aqui que encontrei, acho que ele não gostava muito dessa festa... Ao contrário de mim, que gosto muito. Estranho, porque Vinícius combina com carnaval, SMJ. Claro que é uma conclusão ilógica considerando que Vinícius criou Orfeu...

13 de fev de 2009

Fevereiro à tarde

Estou com uma preguiça monstra para utilidades e uma vontade irresistível de falar de tudo e de todos.

Muito desejo de comentar todos estes filmes do Oscar que não vi e quero ver (fazia anos que não considerava possivelmente bons tantos filmes que estivessem na telona, sério - tive férias com cinema toda semana, uma das poucas vantagens de tê-las passado em uma cidade com poucas opções culturais).

Desejo de falar daquela modelo sobre quem li na Veja, aquela, como é mesmo? A Giselle Bündchen king-size , digo, plus-size! Fluvia Lacerda. Isso é nome de modelo?

Estou contudo irresponsável demais, por ser a única coisa possível quando é fevereiro.

Sou onda em demasia, a alegria vem, a tristeza vai, penso em oito letras e ouço metais em minha cabeça.

Tarantantan-tanranrantanranran-tanranrantanranran-tantantanTAAAANTAAAAN!

Eu vou este ano prá lua, "de chapéu de sol aberto pelas ruas" porque "eu quero entrar na folia, meu bem, você sabe lá o que é isso?"

Ok, ok, para concluir, Fluvia Lacerda. Tamanho 48!











Porque "nem toda brasileira é bunda", gente!





É uma pena não ter uma foto da moça frevando, para fechar com chave de ouro o post!

11 de fev de 2009

Sessão das onze

Definitivamente, as pessoas escrevem as coisas mais incríveis em seus blogs.

Eu sou apenas uma delas.

Este é um mero repositório das loucuras da mente humana. Um dia, em um futuro distante, talvez um historiador, psicólogo, filósofo ou antropólogo possa decifrar o que significa a catarse coletiva que nos leva todos a vomitar nossos demônios neste inferno cibernético. Ah, sim, eu adoraria ler sua teoria.

Sinistro, definitivamente. Está mais que em tempo, contudo, de aceitar a "condição humana"...


----------------


Acho lindo esses blogs em que seus autores conseguem tanto escrever como um personagem mítico, vocês não acham? E surgem aqueles textos supremos, os quais, a depender do humor, considero maravilhosos, ou intragáveis de tão melosos. Tão longe eles estão, tão longe... Eu não alcanço tão distância nem mesmo virtualmente, pinóia. E quanto mais me esforço mais óbvio está aos que verdadeiramente me conhecem o excesso que emprego. E aos que não me conhecem, o fato é que pareço uma chata de galocha.

Eita nós, "que eu hoje tô com a corda toda", como diria Vicentão (do Auto da Compadecida, crianças).


------------------


Há ainda os blogs descolados, tão... tão... eu nem encontro o vocábulo certo. Tão sei lá. Tudo tão marcado, tão BBB, tão artista global.

Eu fico sempre entre esses dois tipos, e não consigo ser nenhum. É gêmeos na veia, mano, afe.


------------------


E sempre tem aqueles com que de cara você simpatiza. E tem certeza de que aquela pessoa é aquela mesma. Alguém que conheço argumentaria de maneira tão lógica e milimétrica as falhas nesta minha percepção, mas jamais me convenceria. Feelings, baby... Como é mesmo? Ah, sim, as pessoas nem se conhecem, como podemos conhecê-las?


------------------



Agora sinceramente: o medo da solidão é o medo de se si mesmo? Quem souber, levante o dedo e arresponda por favore. A casa agradece.

10 de fev de 2009

Deixa eu falar

Menos de uma semana de férias findas e a cobra já tá fumando.



Claro que já estão querendo puxar meu tapete. Nunca fui muito boa mesmo em tê-lo sob os pés, tava até estranhando o fofinho sob a sola tanto tempo. Bom, prometi a mim mesma não pensar nesta parte. Vamos a outros problemas mais lights.

Hoje estacionaram duas vezes na minha entrada de carros do prédio. Primeiro um caminhão da prefeitura, destes de limpeza de árvores. O FDP de bigode branco dormia ao volante, uma da tarde. Menino esperando para ser levado a escola. Eu passei direto e só vi o miserável dormindo depois de passar, tive de dar a volta no quarteirão para dar o escândalo na buzina.

Seis e pouco da tarde vejo que desta vez uma FDP de cabelo louro pintado estacionou ocupando metade da entrada. Em 10 minutos preciso sair. Fiquei aqui bufando na janela até a FDP2, o que só aconteceu eu estava na porta, coma chave na mão.

Pensando melhor, tive até sorte.

O trânsito de Recife, pelamordedeus, está cada dia mais insuportável. Enlouquecedor, intrasitável, demoníaco, estão todos ficando loucos. Eu estou ficando louca com o trânsito.

Ontem me sequestraram. Isso, isso, isso. O pobre do meu pai passou 40 minutos com o FDP3 no telefone e a FDP4 gritando que era eu, e por favor papai me salvasse. Foi sério, até o número da conta do FDP3 meu pai pegou, gente.

Prá completar a ligação era a cobrar e todo mundo tinha sotaque carioca.

Tem dois prédios em obras na minha rua. Eu disse DOIS BATE-ESTACAS. Num deles tem uma buzina enlouquecida que toca às 7, 12, 14 e 17, e o FDP5 de vez em quando coloca a música do Sport prá tocar! Prá completar, eu moro no segundo andar e sou alérgica prá cacete. É FODA. Eu QUERO uma casa no campo.

Filhota chega em casa e me conta que o menino que ela gostava ano passado (que eu sei que ela gostou, porque me contou, aha) convidou todo mundo de sua sala para o aniversário, menos ela. Claro que estamos falando do FDP6.

Fiquei mais triste que ela, confesso. Detesto estas crueldades adolescentes, porque não mexem com o filho dos outros? Tudo bem, deve ser a lua. Inferno astral não pode, já que meu aniversário é só em maio.

Aijisus, eu nasci prá ser feliz, pode ser ou tá difícil? Assim o remedinho não dá conta não senhor.

Ok, ok, fechando o muro das lamentações.





Amanhã reabrimos às sete.






Puxa vida, Charlie Brown!

6 de fev de 2009

A propósito de sugadores...

Foi por conta de posts do Jôka e da Kênia que me lembrei dessa historinha postável.

Em casa que tem adolescente - não sei se acontece em muitos lares, mas neste aqui, sim - vivemos muito em torno destas não-mais-pequenas novas pessoas que surgem. Ê povinho espaçoso o tal do 'aborrescente'.

Nessa onda, a história do momento por cá está em torno de Crepúsculo (Twilight). Isso, isso, isso, aquela historinha de vampiro. Jantamos e almoçamos Crepúsculo (e só não tomamos Crepúsculo porque não fica bem dizer isso). Ouço gritos muitas vezes por semana porque o livro chegou ou porque não chegou e quer ver de novo o filme mas não pode levar para a escola, já são onze horas da noite e a tal da Alice disse não sei quê.

Ai meus sais.

Dito tudo isso, verifico que não disse nada, porque não disse que Crepúsculo conta o romance de uma mocinha apaixonada por um vampiro, que no livro dois fica gostando de um lobisomem (mas que péssimo gosto tem essa garota, é só o que penso) e que no três, pelo que captei, tem dois dilemas a resolver: um, com qual dos dois monstros ficar; dois, quer se transformar em vampiro e o namorado não quer. Afe!

Assim, diante de tal catálogo de emoções, não havia como ser diferente, está certo. Mesmo assim chocou-me ouvir a minha até então menininha afirmar categórica:

-Deve ser massa ser vampiro!

O que faz uma mãe que jamais deu trabalho algum quando adolescente e não merece, portanto, nada disso, em tal situação?

Ah, que saudade de Harry Potter!




Fonte.

5 de fev de 2009

Sinceramente, senhores ministros...

Último Segundo - Supremo decide que réu só pode ser preso após condenação final

Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiram nesta quinta que o réu tem direito a recorrer em liberdade em caso de sentença de prisão até que estejam esgotadas todas as possibilidades de recurso, ainda que já tenha condenação em segunda instância.

A decisão nasceu a partir do julgamento da concessão de habeas-corpus em favor do agricultor Omar Coelho Vitor, condenado em segunda instância a sete anos de prisão por tentativa de homicídio, em Minas Gerais. Ele pedia ao STF efeito suspensivo à execução de sua pena, ou seja, que ele não fosse preso até o esgotamento de todos os recursos. O Superior Tribunal de Justiça (STJ) tinha negado ao agricultor pedido semelhante.

Essa decisão, porém, não exclui a possibilidade de um réu ficar preso, mediante um decreto de prisão preventiva de um juiz, sob justificativa de que a liberdade pode colocar em risco outras pessoas ou de que o acusado pode ter interferência em inquéritos e a possibilidade de cometer outro crime. Foi neste sentido o voto do relator da ação, ministro Eros Grau, seguido pelos ministros Cezar Peluso, Ricardo Lewandowski, Celso de Mello, Carlos Ayres Britto e Marco Aurélio de Mello.

Do site do STF.



Do nosso ministro maior:

"Eu tenho dados decorrentes da atividade no Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que são impressionantes. Apesar dessa inefetividade (da Justiça), o Brasil tem um índice bastante alto de presos. São 440 mil presos, dados de 2008, dos quais 189 mil são presos provisórios, muitos deles há mais de dois, mais de três anos, como se tem encontrado nesses mutirões do CNJ. E se nós formos olhar por estado, a situação é ainda mais grave. Nós vamos encontrar em alguns estados 80% dos presos nesse estágio provisório [prisão provisória]”.

“Nos mutirões realizado pelo CNJ encontraram-se presos no estado Piauí que estavam há mais de três anos presos provisoriamente sem denúncia apresentada”, relatou ainda o ministro. “No estado do Piauí há até uma singularidade. A Secretaria de Segurança do Estado concebeu um tal inquérito de capa preta, que significa que a Polícia diz para a Justiça que não deve soltar aquela pessoa. É um mundo de horrores a Justiça criminal brasileira. Muitas vezes com a conivência da Justiça e do Ministério Público”.

“Dos habeas corpus conhecidos no Tribunal, nós tivemos a concessão de 355”, informou o presidente do STF. “Isto significa mais de um terço dos habeas corpus. Depois de termos passado, portanto, por todas as instâncias – saindo do juiz de primeiro grau, passando pelos TRFs ou pelos Tribunais de Justiça, passando pelo STJ – nós temos esse índice de concessão de habeas corpus. Entre REs e AIs [agravos de instrumento] tratando de tema criminal, há 1.749, dos quais 300 interpostos pelo MP. Portanto, não é um número tão expressivo.

De modo que eu tenho a impressão de que há meios e modos de lidar com este tema a partir da própria visão ampla da prisão preventiva para que, naqueles casos mais graves, e o próprio legislador aqui pode atuar, e eu acho que há propostas nesse sentido de redimensionar o sentido da prisão preventiva, inclusive para torná-la mais precisa, porque, obviamente, dá para ver que há um abuso da prisão preventiva”, assinalou Gilmar Mendes. 'O ministro Celso de Mello tem liderado na Turma lições quanto aos crimes de bagatela. Em geral se encontram pessoas presas no Brasil porque furtaram uma escova de dentes, um chinelo'.

Portanto – concluiu –, não se cumprem minimamente aquela comunicação ao juiz para que ela atenda ou observe os pressupostos da prisão preventiva. A prisão em flagrante só deve ser mantida se de fato estiverem presentes os pressupostos da prisão preventiva. Do contrário, o juiz está obrigado, por força constitucional, a relaxar [a prisão]. De modo que estou absolutamente certo de que esta é uma decisão histórica e importante do Tribunal."




Não tenho nenhuma dúvida, doutor, das repercussões desta decisão. É isso: o Judiciário chuta de cá, o Executivo de lá, e nessa pelada seguimos...

1 de fev de 2009

Dos erros (pequenos lembretes)

Eu não devo envergonhar-me pelos erros alheios. Apenas pelos meus.


-------------------


Não adianta pretender que os demais aprendam com seus erros. Só eles sabem a hora disto acontecer, se tiver que acontecer.

Isto não é egoísmo, mas mero reconhecimento da verdade. Pois que há erros e seres incorrigíveis ao menos por um tempo, é claro. Este tempo pode atravessar vidas. Ou não.

O que não significa dizer que inexiste auxílio.


-------------------


Tampouco devo morrer de inanição devido aos erros alheios. Que se danem os erros alheios, há horas em que urge dizer, até mesmo para o bem alheio.


-------------------


Eu preciso errar bastante, até aprender a acertar. Não se nasce sabendo, por maior que seja a ilusão sobre tal irrealidade.

Quando eu começo a errar, significa dizer que daqui em diante eu começarei a acertar realmente, sem enganar-me de que isto tem acontecido.


-------------------


Por fim, como diria a Glória "Ramos"/Tony "Pires", "eu sou uma mulher jovem, bonita, sensual e poderosa".

Voilà.

31 de jan de 2009




Atendendo ao meme do Diler:


-Fale sobre os pecados capitais:


1)Gula: não contentar-se com o que o estômago suporta, comer não pela fome, mas pela necessidade sem controle de sentir o sabor;
2) Avareza: guardar tudo que se tem sem se saber bem porque, abrindo mão do prazer pelo prazer da posse inútil;
3) Inveja: a necessidade sem controle daquilo que o outro possui;
4) Ira: o descontrole das frustrações que pipoca contra outro;
5) Soberba: a necessidade sem controle por si mesmo, por sentir-se o máximo;
6) Luxúria: a necessidade sem controle do prazer do sexo;
7) Preguiça: a necessidade sem controle de fazer absolutamente nada;

- Publicar suas respostas no blog... feito.
- Passar para oito blogs... Avisar e Linkar os blogs escolhidos... Passo a quem desejar!

28 de jan de 2009

Esperando julho



Gina in pink





Narcisa Malfoy. Muito feia, não gostei. Narcisa é bonita!



Fonte.


-----------------


Update - Personagens da série Harry Potter, Renata, e as respectivas atrizes que as representam na versão cinematográfica. Gina Wesley (Bonnie Wright) é o par romântico do Harry, está nos filmes desde o primeiro. Narcisa Malfoy (Helen McCrory) é a mãe de um de seus inimigos, é do lado mau, mas em geral os fãs simpatizam com ela, por que no fundo aparentemente ela faz tudo por amor. Ainda não aparecera nos filmes, embora seja personagem conhecido pelos leitores desde o início da série. Aparecerá agora no próximo HP filmado, nos cinemas em 17/07/2009. E no livro ela é linda!

Besteira de fã, liga não...

24 de jan de 2009

Felix Felicis

Potterianos, lembram? Quero 15 dias da poção!

Maratona de provas começa hoje à tarde, desejem-me sorte!







Claro que estarei aqui, porque é pit-stop de relax.

23 de jan de 2009

Rápidas, antes de "fazer jus" *

BBB começou a esculhambar, perceberam? Estou quase censurando aqui em casa. Mas não tem jeito, eu sempre falo dessa joça.


---------------



Acórdão do STF com transcrição em francês é demais para mim. Sinceramente, devia ser proibido no regimento ou mesmo por lei. Pelamordedeus, ministro Joaquim, o senhor ia tão bem! (Clique no link " inteiro teor", pág. 24).







Dá até vontade de dizer aquela célebre frase racista, quando não cag... ops...


---------------



Diler, os 7 Pecados virão, é que me deu um surto de rapidices... Nervosice com provas neste e no próximo fimde. Por isso preciso descobrir que deusa indiana vive aqui dentro.



---------------



Saraswati!





Você tem semelhança com a deusa da música, do conhecimento e da poesia. Mulher de Brahma, o deus da Criação, Saraswati favorece o aprendizado e a ligação com a espiritualidade a partir de um envolvimento que conta não só com a fé, mas também com a lógica e o raciocínio.



---------------



O link do teste é fraco, não tem foto nem fonte, precisei procurar no Google... Foi ótimo pois achei lindas imagens. Olhem isso.







Saraswati tem quatro mãos!







E uma ave aos pés, sempre, em geral um cisne ou pavão.







Difícil escolher uma...








Adorei. Agora voltemos às revisões, que o dever chama...




---------------





*Expressão que a Sweet adora : fazer jus ao salário!