30 de set de 2007

Sobre Paraíso Tropical, ainda

Que vestido era aquele de Bebel sendo perseguida pela polícia em Copacabana?



Uau!

Aquilo sim é ser perseguida em grande estilo.

Adorei a Bebel na CPI. Fechou.

Prá não dizerem q só penso em novela, uma homenagem a Bebel. Fora do seu tom, mas tudo bem. É do Tom.

"Pra que tentar mais uma vez,
Pra que lembrar aquela vez
O que você Bebel me fez,
Como esquecer aquela vez,
Bebel, Bebel
Bebel você é muito mais do que,
Eu já sonhei e até,
Até pensei me apaixonar
Porque você, sorrindo,
É muito mais que lin...do
Mas é bonita mesmo,
É uma beleza,
Força da natureza
Bebel encostada no muro,
Sonhando no escuro,
À luz do luar
Bebel esta coisa mais louca,
Esse beijo na boca,
Que eu vou te dar
Você vai sonhar,
Vai se apaixonar,
Você vai chorar
Não chora Bel,
Não chora Bebel,
Não chora, não chora,
Não chora, não Bebel, Bebel
Mas é bonita mesmo,
É uma beleza,
Força da natureza
Bebel de cabelo molhado,
Escorrido lavado,
Nessas ondas de um mar de sul
Bebel que se volta de lado,
E me encara com olhos,
De inesperado azul
Você vai sonhar,
Vai se apaixonar,
Você vai chorar
Não chora José, não chora Zé,
Não chora, não chora,
Não chora, Bebel...
"

29 de set de 2007

Não tem jeito...

... Wagner Moura é o cara.





E é lindo, concordam? Pior que não recordo dele na apresentação de "A Máquina". Acho que só estavam o Wagner Britcha e o Lázaro Ramos. Um pena.




(Essa revista TPM exagera, afe. As fotos são de sua esposa, a fotógrafa Sandra Salgado)

É o cara.

Matou Taís e morreu bem prá caramba na cena trágica de final do novelão das 8.

Além do mais, ele já avisou, "num vai subir ninguém" nalgumas favelas do Rio, só ele comandando o Bope, kkkkk.

Foi dia de tragédia na teledramaturgia brasileira, a Eva "Mader" das 6 ficou cega e voltou a ver no mesmo capítulo, depois de ver a filha. Boooooaaaa. Foi psi-có-lo-gi-co.
Ela estava péssima na cena, adianto. Ela não vai ser a futura Glória Pires da Grobo, tenho certeza.

O Dr. bonzinho tá tentando matá-la ou é impressão minha? Não vejo o folhetim.

Agora vamos a mono.

26 de set de 2007

Pensamento do Dia



Nada como erguer-se pelas próprias pernas. O sabor do obter é diferente. Não interessa se o contexto é adverso, e que quem você espera que enxergue teu sucesso não enxergue. Provavelmente é você que cria expectativas em demasia a sua volta.

A experiência deve ser vivenciada na solidão, de fato, como se faz com um vinho (que não precisa ser dos melhores, ao menos para mim), de uma garrafa que de noite a gente tira da geladeira e toma um copo, ah, que delícia.

Mas às vezes faz falta falar como está sendo bom. Paciência. "Folhas, paciência e longas raízes".

Expectativa é uma palavra que eu detesto por razões diversas. Minhas. Um dia eu me livro dela, quando for "uma árvore velha, com mais de mil anos". Sem coração. "Somente folhas não, folhas, paciência e longas raízes".

Todo mundo pelo menos uma vez na vida deveria passar pela sensação de cair e levantar, sozinho, para saber o que realmente importa na vida.

Acho que o sentido disso tudo está na palavra dignidade. Que é algo que todo mundo pode sempre aprender.

23 de set de 2007

A foto do dia. A canção do dia.




A navegar
a trinta nós
recuem barracudas
aqui vamos nós!

Salvamos medusas ou os siris
Ou bicho maior!
(Mas de cauda bem menor!)

(...)

Nós enfrentamos qualquer vilão
mesmo sem armas
saímos na mão!
Quem precisar
vai nos chamar
e a qualquer hora!
(Eu posso ir embora?)

(...)

Vencemos aqui qualquer valentão
Rachamos ao meio até o LEÃO
A luta é feroz!
(É fácil prá nós!)

(Trechos da canção Valente Dupla Tip e Dash, do Do filme da Disney A Pequena Sereia 2, que devo ter assistido umas 500 vezes entre os anos de 2000 a 2003... Filhos... )


UPDATE :Vilmetes disse: estou com medo do rebaixamento!
Eu digo: disso eu entendo, não temas. Nossa amizade é tudo, contudo: não sei se posso torcer pelo Corinthias sábado, preciso consultar meus alfarrábios! Confesso que sou péssima em cálculos futebolísticos, e esta tabela está muito embolada!
Porém, uma mensagem de paz: Vilmetes, o campeonato só acaba quando termina, tu num sabia não? Alvirubras saudações!

21 de set de 2007

Meu Amor


Konrad von Altstetten. Colhido aqui.

É maduro o nosso amor, não moderno
Fruto de alegria e dor, céu e inferno
Tão vivido o nosso amor, convivência
De felicidade e paciência... é tão bom
O nosso amor comum é diverso, divertido
Mesmo até paraíso
Para quem conhece bem os caminhos do amor
Seu vai-e-vem, quem conhece?
Saboroso é o nosso amor, fruta boa
Coração é o quintal da pessoa
É gostoso o nosso amor, renovado é o nosso amor
Saboroso é o amor, madurado de carinho
É pequeno o nosso amor, tão diário
É imenso o nosso amor, não eterno
É brinquedo o nosso amor, é mistério
Coisa séria mais feliz desta vida.


(Fruta Boa - Mlton Nascimento/Fernando Brant)


Pega Um Pega Geral

Tenha coragem e assista. Pirata mesmo. Porque a vida imita a arte que imita a vida que imita a ar...



Osso duro de roer.

Me pegou.

18 de set de 2007

Frase do Dia 2

Quem gosta de tristeza é o diabo!
(A Compadecida, em O Auto da Compadecida, o filme)


Frase do Dia




"Viver é a coisa mais rara do mundo. A maioria das pessoas apenas existe."
(Oscar Wilde)

15 de set de 2007

Quero, quero, quero

-Ver Wagner Moura em Tropa de Elite. Acabarei adquirindo um piratinha básico.

-Ir ao show de Vanessa da Mata. Em especial agora que escuto Sim. Maravilhoso. Dançante. Lindas letras. Perfeito. Ai ai ai.

Renato



Um poeta verdadeiro
É um ser que implanta-se sob nossa pele
Aguarda em nossa pálpebras na forma de choro
Está conosco o tempo todo
E apenas deságua nas horas mortas,
Nas horas de sonho,
Nos dias de vida,
Em momentos eternos que a canção liberta.




Bingo! Acertou a globo com o especial apresentado na noite de ontem, Por Toda Minha Vida.

Chorar foi natural, certamente. Afinal, não tinha muito que fazer além de chorar assistindo aquele final. O filho escolhendo Perfeição a canção preferida. O choro incontido de mãe e irmã. O depoimento absolutamente tocante de seus parceiro de música, Dado Villa-Lobos (lindo! Tanto que mereceria uma foto aqui, mas deixa para lá). E Marcelo Bonfá dizendo "ele era nossa gasolina". Sorry, babies, mas a Globo me faz de boba.

A mais, recomendo: leiam as palavras de Marcelo Fróes sobre Renato. "Nasceu dali uma amizade que infelizmente demorei a perceber." Bem lindo.

Desculpem, mas estou muito marcada (porque há pessoas que nos provocam ardor?). Fotos. O álbum completo aqui.


Com mamãe.


Com maninha.


Com bananas (ele as apreciava. Ops, escapou. Linda foto.)


Com o belo.


Renato é o poeta definitivo de minha geração. Não tenho dúvidas sobre isso. O único problema é se divide ou não o título com o Caju. Divide, creio. Vejam como eram belos e felizes juntos. O Caju com certeza deixava o Renato feliz, parece claro.







"De tarde quero descansar,
chegar ate a praia e ver
se o vento ainda está forte e vai
ser bom subir nas pedras
sei
que faço isso pra esquecer
eu deixo a onda me acertar
e o vento vai levando tudo embora.

Agora está tão longe,
vê,
a linha do horizonte me distrai
"
(Vento no Litoral)

12 de set de 2007

Receitinha

Uma receita muito boa contra quizilas diversas, entre elas mau-humor, cansaço e deprimência (que é um bom substituto para depressão - expressão que por si só já deprime - pois ao menos é engraçada, lembra o Chicó falando "demêêêência!") é ouvir rock and roll. Então aumenta que isso aí é rock and roll. Bas noites.


Update:

"Nossa senhora do serrado
protetora dos pedestres
que atravessam o eixão
às seis horas da tarde
fazei com que eu chegue são e salvo
na casa da Noélia
fazei com que eu chegue são e salvo
na casa da Noélia"
(Travessia do Eixão, Legião Urbana)

Matou a moral do senado...

... e foi prá igreja rezar.



Fatos como estes não são absolutamente ruins para a sociedade decadente que somos.

Quem sabe não provoca no povo o sentimento de indignação perdido não se sabe onde...

Ontem escutava no rádio uma delaração de certo jurista (não recordo qual) sobre a falência de nosso sistema de representação parlamentar, e como é conflitante o modelo com o movimento de interatividade tão presente nas novas gerações. Achei maravilhosa a temática.

Não deixa de ser uma luz no fim do túnel, bem longe, mas uma luz...



Update

Os três senadores pernambucanos votaram pela cassação, segundo o Terra Notícias (roubado da Lu) : Jarbas Vasconcelos, Marcos Maciel, Sérgio Guerra. Todos da oposição, lógico.

No link do Terra você pode conferir o seu senador, que merda, ou não, fez.

10 de set de 2007

Vanessa da Mata na Área

Disco novo. Sim!

Show em Recife dia 29.



Que mulher!

A música no sub-title é dela.

8 de set de 2007

Tardio Sete de Setembro

Uma prática que tive por aqui no passado: postar os logotipos comemorativos do Google. Agora é no Orkut.



Gostei. Não que eu ligue muito, como a maioria dos brasileiros, para o 7 de Setembro - que afinal, no fundo no fundo todos sabemos que não significou muito. Mas gostei do logotipo.

---------------

Por uma coincidência, nossa conversa de mãe e filha ontem era (por sugestão dela):

-Mãe, "se você tivesse que nascer em outro país do mundo, em qual seria?"

E desta vieram muitas variações, entre as quais, "se você tivesse que nascer em um país da América Central, em qual seria?" (o qual ela respondeu "Panamá", e quando eu quis saber a razão, "porque fica mas perto da América do Sul").

Sinta que a criaturinha está encantada com geografia. Afinal, convenceu o avô a dar-lhe o lindo e antiquíssimo atlas que usei a mais de vinte anos atrás.

Mas, retornando, o fato é que, à suas indagações, não soube responder. Ou melhor soube: "Não sei". É fato. Não queria ter nascido noutro lugar senão o Brasil, apesar dos pesares. Apesar do Renan. Apesar do mensalão. E tudo mais que não mais relacionarei aqui (senão a monografia não sai).

Gosto tanto do Brasil que ontem, assistindo o Globo Repórter sobre Portugal (isto faz sentido? Falar sobre Portugal no dia da independência? Taí, nossa independência), quis algo que nunca quisera. Conhecer Portugal. Parabéns a grobo-que-te-faz-de-bobo. No dia da independência me fez querer conhecer Portugal.

Não foram por causa dos doces. Talvez por causa do presunto defumado que vi sendo preparado. Foi por causa da seguinte máxima "Quando chegar em Lisboa, você terá a sensação de que já esteve aqui".

Ah, me encantei. Esse meu sentido de permanência é que me acaba.

Pois é, não consegui pensar em muitos lugares, com muito esforço, onde quereria ter nascido e vivido. "Talvez, Espanha, ou Itália". Tudo latino. "Na América do Sul, só Chile". Ó, céus, que faço, O Brasil é o país do futuro.

Não sei se foi porque, falando do amiguinho francês, ela disse que queria ter nascido em outro lugar.

Paro por aqui. Me empolguei. Eu só ia mesmo postar o logo do Orkut.

Ok. Duas canções bem opostas. Uma vai no sub-title.


"Aqui é o meu país
Nos seios da minha amada
Nos olhos da perdiz
Na lua, na invernada
Nas trilhas, estradas e veias que vão
Do céu ao coração

Aqui é o meu país
De botas, cavalos, estórias
De yaras e sacis
Violas cantando glórias
Vitórias, ponteios e desafios
No peito do Brasil

Me diz, me diz como ser feliz em outro lugar

Aqui é o meu país
Dos sonhos sem cabimento
Aqui sou um passarim
Que as penas estão por dentro
Por isso aprendi a cantar
Voar, voar, voar
"
(Ivan Lins - Meu País)

5 de set de 2007

É tudo uma questão de solidão.
Estar aqui e imaginar o que não está neste lugar.
Apenas uma questão de solidão.

Há percepções que afligem. Não mais importa evitá-las.

O que era perto ficou longe. O que era antes ficou sempre.

2 de set de 2007

Palavra


Um sabor de sonho em sua boca me chama:
LOUCA.
Uma tinta clara em seu olhar me diz:
AZUL.
A gota de orvalho, verdinha em folha, tremula:
ÁGUA.
Silêncio no peito, reluz a chama, esse denso amor:
PALAVRA.

(A palavra tem toda cor.)






Com a palavra, o Exmo. Sr. Dr. Juiz...

As férias de 60 dias do Judiciário - Luiz Guilherme Marques (Juiz de Direito da 2ª Vara Cível de Juiz de Fora - MG).

A ENCICLOPÉDIA JURÍDICA LEIB SOIBELMAN informa sobre a expressão férias:
(dir. trb.)

Período em que o trabalhador repousa de suas atividades normais.
Como se sabe, cada membro do Judiciário tem direito, atualmente, a 60 dias de férias.

Não irei apresentar nenhum quadro comparativo com as demais profissões, para não melindrar ninguém. Proponho-me apenas analisar a situação específica do Judiciário.

1) A complexidade do trabalho.

O trabalho dos juízes não é puramente burocrático, mecânico, automatizado, reduzível ao bater de alguns carimbos. Realmente, são pouquíssimos os processos em que a solução é simples, imediata. A imensa maioria dos casos exige estudo sobre as questões de fato e questões de Direito, que, como todo mundo sabe, são a análise das provas produzidas nos autos e do Direito aplicável.

Nem sempre é fácil a análise das questões de fato, devido, muitas vezes, à intenção condenável das partes de encobrir ou desacreditar provas produzidas pela parte contrária e destacar, ou até forjar, provas que lhe interessam.

(...)

Mal suportando a sobrecarga de esforço mental e tensão emocional, muitos juízes chegam a fazer uso permanente de tranqüilizantes e medicamentos para dormir como ferramentas de apoio para suportar o dia-a-dia da profissão.

Em conclusão: se os juízes tiverem suas férias reduzidas para 30 dias (como pretendem alguns afoitos, revoltados ou inconseqüentes), não teremos condições de nos refazer do desgaste do dia-a-dia e, dentro de pouco tempo, muitos de nós estarão aposentados por invalidez com problemas cardíacos, hipertensão arterial, distúrbios do sistema nervoso etc. Então, ao invés de aumentarmos a produção e melhor atendermos os jurisdicionados, teremos exatamente o contrário, com os poucos sadios trabalhando no lugar dos inúmeros inválidos e valetudinários...





Sem muitos comentários. Precisa?

Está tudo aqui... Para quem conseguir ir até o fim sem morrer de raiva.

A melhor frase do texto, creio eu, é: "Não irei apresentar nenhum quadro comparativo com as demais profissões, para não melindrar ninguém."

Mas essa aqui também é muito boa: "Mal suportando a sobrecarga de esforço mental e tensão emocional, muitos juízes chegam a fazer uso permanente de tranqüilizantes e medicamentos para dormir como ferramentas de apoio para suportar o dia-a-dia da profissão." Que situação esdrúxula, ó céus!

Ninguém merece...