25 de ago de 2008

Satisfaction Guaranteed

Segunda-feira em meio a um estranho surto beatlemaníaco.





Porque é satisfação garantida...


Pensando que não vi este ainda...

23 de ago de 2008

Ai


Fonte: Querido Leitor.


Deu gosto.

Parabéns, meninas do Vôlei Feminino.

Essa alegria, para quem tem mais de trinta, realmente veio do fundo do baú.

Só quem tem que sabe.

19 de ago de 2008

Ordem se obedece

Como se não fosse um grande prazer responder a testes...

Eu não sei porque, sinto que já respondi este alguma vez por aqui, mas lá vai, vício a gente alimenta.


1. Quais são as três últimas coisas que você comprou?
- um notebook (sim, uau!)
- uma saia
- algumas camisas para trabalhar

2. Quais são as três últimas músicas que você fez download?
- Vilarejo da MM
- Músicas da Piaf
- Músicas da Fernanda Takai do disco novo

Média de 1 por mês. Pouquíssimo.

3. Quais são os três últimos lugares que você visitou?
- Bonito
- Gravatá
- Caruaru

Viajando pouquíssimo tb, voilá.

4. Quais são seus três filmes preferidos?
Huhuhuhu
Essa eu me recuso a responder, impossível! A pergunta do outro teste foi melhor (quatro filmes que eu assisto sempre que passam)
Ok, respondo, mas não dá para dizer que é uma resposta correta!:
- Contatos Imediatos do 3º grau.
- Auto da Compadecida
- You've got mail

5. Quais as três coisas que você tem que mais gosta?
- minha casa
- minha samambaia
- meu livro da Mafalda

6. Quais são as três coisas que você não pode viver sem? (definitivamente eu já
respondi esse, só não estou achando para linkar)
- quarto escuro para dormir
- comida
- meu catálogo interno de canções

7. Se você pudesse fazer três desejos, quais seriam?
- viajar toda hora que quisesse para onde quisesse
- um sítio com cachoeira, cheio de plantas e animais
- um mergulho pelo mar de Noronha, por horas e horas e horas

8. Quais são as três coisas que você ainda não fez e quer fazer?
- Voltar a me exercitar
- Ir para alguns lugares como Chapada da Diamantina, Pantanal e Europa
- Comprar um sítio

9. Quais são os seus três pratos preferidos?
- caldo verde
- pão (quente com manteiga)
- polvo cozido na água sal e cebola, com molho especial

10. Quais são as três celebridades com quem você gostaria de andar?
Caramba, nenhuma. Eu ia ficar boboca.
Andar, não, conhecer.
Ok.
- Adélia Prado (poetisa)
- Elomar
- Gilberto Gil

11. Diga três coisas que te assustam.
- violência urbana
- energia negativa das pessoas
- o futuro para os mais jovens

12. Se você pudesse se descrever em três palavras, quais seriam elas?
- sincera
- babaca
- do bem

13. Diga três coisas não usuais que você faz bem.
- gerir a vida alheia
- dizer coisas que fazem as pessoas rir (qdo a tpm permite)
- ser pontual

14. Diga três coisas que você têm cobiçado.
- uma TV LCD
- um sítio (eu já disse isso, não foi?)
- um óculos escuro que preste

15. Quais são os três blogs que você gostaria de indicar para responder também?
-A todos que queiram brincar

16 de ago de 2008

Sábado Olímpico

Usaim Bolt.

Os oito homens mais rápidos do mundo são negros.

Michel Phelps.

O melhor nadador do mundo é branco.

Curioso.


----------------


O novo lançamento de Paulo Coelho tem um título que, nestes tempos de Olimpíadas, me deixou a matutar por toda semana: O vencedor está só. Muito bom, o título, provavelmente melhor do que o livro, pelo que li (um thriller com serial killer...). Só que esta máxima não se aplica aos campeões nos esportes, ao que me parece. Há tanta alegria nas comemorações. Ou será que sim? Será que para vencer é necessária tanta disciplina, devoção e empenho que o coração se distancia? Hein? Hein?

Muito cedo para tantas dúvidas.


-------------


E conseguimos ganhar dos africanos nas quartas-de-finais. Foi um ufa geral, fala a verdade. Não assisti, ontem, o jogo que classificou a seleção feminina às semifinais, mas me parece que ela vai melhor, mais tranquila, que a seleção masculina. Sofre menos pressão, claro. Longe de mim estar torcendo contra (os homens - sinceramente), mas não dá para conter o pensamento de que haveria certa graça em ganharmos um ouro olímpico no futebol primeiramente com as mulheres. É inevitável, sorry...

14 de ago de 2008

Mais um

A minha aura é...




Dourada!

Ulalá!

Mas o que será "dourado-amoroso", catzo?


"Dourado-Provedor
Dedicação, determinação, sociabilidade e sensibilidade. Você percebe as necessidades mais profundas dos outros sem que eles precisem falar. É a cor das pessoas que gostam de ajudar. Cuide para não deixar suas próprias exigências de lado, ok?

Dourado-Amoroso
Abstração, gentileza e generosidade. Sua mente está sempre fervilhando de idéias, mas você sente dificuldade em colocar tudo no papel e priorizar tarefas. Procure não se envolver em mais compromissos do que consegue cumprir.

Isso significa que você tem mais de uma camada de cor com a mesma intensidade. Sinal de que está em conflito e precisa descobrir quem realmente é.
"


Eu não durmo hoje com tanto ouro ao meu redor...

Aqui.

13 de ago de 2008

Quarta-feira, 13

Tenho um amigo, grande amigo, morando em BSB a algum tempo (quanto tempo mesmo faz?), isso depois de ter passado dois anos nas Oropa. De meses em meses ele volta e tentamos marcar um encontro - grupo de 5 pessoas - e nunca dá certo. As agendas nunca batem.

Uma pode de noite, não de dia.

Outra pode almoçar, não jantar.

Outra pode aqui, mas ali não.

Via de regra, a criatura aqui em alguns contatos busca o denominador comum impossível, até que ploft: o saquinho enche geral, obrigando ao uso daquele expediente mais extremo de todos, ou seja, combinar com o amigo que tá fora e quem puder que compareça. Se o horário é o melhor para mim? Claro que é! Me deixaram secretariar porque quiseram, :-P.

Sou uma megera?


------------


Filmes mais recentes na videoteca: O Bom Ano, com Russell Crowe e, adivinhem quem? Marion Cottilard, sim Piaf. Que nem está estes balaios todos neste, faça-se constar. O filme também não é exatamente uma Brastemp, embora divertido e gostoso de assistir, só porque se passa na França e tem um item especial: a trilha sonora. Essa musiquinha de fundo aqui é dele.



É isto, estes cineastas definitivamente me enrolam com trilha sonora boa.

O outro foi, pasmem, A Guerra dos Mundos (sem link, né? Não precisa). Na Grobo, me fazendo de boba, Tela Quente. Talvez porque não assista filme de terror e raramente ficção científica, fiquei encantada com a mistura. Muito, muito esquisito. Que trash aquelas plantas de raízes vermelhas, e as naves espaciais explodindo em sangue, divertidíssimo. Salve, salve, Spielberg!

6 de ago de 2008

De hoje

Conhecer-se é uma arma estranha, única e poderosa.

E um caminho tortuoso.

Sem volta.

Pense nisso.

(Que insight estranho, eu hein).


----------------


Perdoem os patrulhadores, pois confesso: a-do-rei os dois últimos capítulos da novela das 8. Das 9, digo. Nada como uma boa no-ve-la, com closes e caras e bocas, heroínas e vilãs, filhas desprezando mães, mulheres encharcadas na chuva, loucos ao volante, gritos, gente no hospital, enfim, um fuzuê digno de Janete Clair. Isso, isso, isso. Bota prá rachar na concorrência, Dona Globo.

Coisa esquisita de se dizer, mas enfim...

O único problema é se o autor (cujo nome nem sei, realmente) vai conseguir manter o pique sem enjoar o público. Quase impossível, de fato.


---------------


Hoje, numa breve pausa interjornadas, ocorreu-me uma dúvida existencial : que espécie de coisa define o temperamento? Genética? Vidas passadas? História de vida?

Só porque conversei um pouquinho sobre maternidade, com alguém que disse sonhar ter muitos filhos derna muito pirrotota (não vou explicar o que é, por favor, entendam), e não os teve (ficou no sagrado dois) por expressa falta de tempo (não de fazer os meninos, obviamente, de criá-los). Tanto que já acordou chorando de alegria ao sonhar que estava grávida do terceiro. Contou-me que só brincava de boneca quando era criança.

O que me fez lembrar uma amiguinha de filhota que por anos foi obcecada por um bebezão-boneco, que carregava para onde ia: escola, casa dos outros, shopping; enfim, uma agonia. O bebezão tinha bolsa, fralda (de verdade), mamadeira, carrinho, de vez em quando ela levava tudo para a escola.

Nem precisa dizer que, para mim - que quando criança nunca fui adepta destes seres estranhos, as bonecas - tudo isso realmente parece que se passou em marte. Os leitores mais antigos do blog talvez recordem este traço da minha personalidade - feminina, mas nem tanto. Bonecas para mim eram as de papel, por quem eu era apaixonada. E olhem lá, não foram por muitos anos que durou essa paixão.

Então, diante de tantas diferenças que nos assolam, só me restou o velha dilema: por que somos tão diferentes? O que é que nos define?

E você, que corrente segue? Biológica? Reencarnation ? Sociológica? Ou um mix de tudo isso?