4 de abr de 2014

Alguns passados jamais terminam. Apoderam-se do tempo, cavalgam-lhe a crina - e são então um só, desarvorados num galope estanque...