23 de fev de 2006

Eu

Desaguar é sempre bom, nunca esqueçam. Retida a mágoa, a raiva, o orgulho, restam doentes corpo, mente, coração, alma. Desaguem, sempre, por mais difícil que seja.

Obrigada a Vera com sua linda mensagem, que me ajudou a desaguar um pouco. Fosse outro tempo, sairia aqui um post da série "O melhor dos blogs".

E antes que eu esqueça... bom carnaval para todos!

22 de fev de 2006

Libre

BBC - "Corte dos EUA libera uso de chá alucinógeno da União do Vegetal

Os seguidores do grupo religioso brasileiro União do Vegetal nos Estados Unidos vão poder importar e usar um chá alucinógeno em suas cerimônias, decidiu de forma unânime a Suprema Corte na terça-feira, em um caso que colocou em que a liberdade de religião e leis federais antidrogas foram confrontadas.

Considerada pelo novo presidente John Roberts, a Suprema Corte rejeitou os esforços do governo dos Estados Unidos para banir a importação e o uso do chá de ayahuasca na filial no Novo México do Centro Espírita Beneficente União do Vegetal.
"

A notícia lembrou-me - não que não tenha pensado nele poucas vezes nos últimos dias - meu velho sogro, falecido no sábado último. Não se preocupem, está tudo bem - ele vinha muito doente a muitos dias, muitos anos, prefiro pensar que foi uma libertação. Mas, enfim, em certa época da vida o velho tomou o ayahuasca e contou-nos seus efeitos: passeios em florestas, fogo nas estradas... Coisas de outro mundo...

Você Também?

Não me encheu os olhos o show do U2 - ia até fazer post sobre isso antes, mas, enfim, não rolou. Conheço quem tenha se danado de mala e cuia para SP a fim de assistir à turnê - coisa q eu só faria talvez se fosse para ver uma apresentação dos Beatles, ou do Queen, talvez... Assisti um bom pedaço do show e achei... assim assim... Ah, coisa de quem não é fã mesmo. Me arrupiei porém, de fato, com "In the name of love" e aquela música sobre o pai dele... Ah, mas perdi "Sunday Bloody Sunday"; e me incomodou o fato das legendas da Globo não irem até o final das canções...

21 de fev de 2006

Bom dia mesmo*

"Minha casa me diz: 'não me deixes, pois aqui mora teu passado.' E a estrada me diz: 'vem e segue-me, porque sou o teu futuro'. E eu digo a ambas: 'não tenho passado, nem futuro. Se ficar aqui, haverá uma ida em minha permanência; e se partir, haverá uma permanência em minha ida. Só o amor e a morte mudam todas as coisas.'"
(Khalil Gibran)

Ouvido na matinal, pela voz do José Mário Austregésilo. Caiu como uma luva...

*programa da Rádio Universitária, FM 99.9, diariamente às 7 da manhã.

17 de fev de 2006

Canções e frases do dia

"Eu sou pau pra toda obra/Deus da asas à minha cobra" (Rita Lee)

"Adeus, chegou a hora de partir/Adeus, é madrugada vamos recolher/Agora é recordar amores/E a tristeza esquecer /A vida é amor, sorriso esplendor/Razão de todo bem querer/Se a saudade um dia chegar/Nunca a tristeza irá encontrar/Só alegria, encontra em mim/A vida é folia, sem fim." (João Santiago)

E as duas aí de lado...

16 de fev de 2006

De carnaval - a pedidos


Bloco da Saudade. Mais tradicional impossível.


Galo da Madrugada. Sábado de carnaval.


O papangu!

Tem mais aqui. E aqui.

Tô sem tempo para palavras...

12 de fev de 2006

Tocando "os irmãos" na cachola



Ah, eu acho o máximo a música desses garotos. Um toque de banda de garagem, letras meio desarrumadas dentro das melodias, mas no final dá tudo certo. Muito adolescente em seus temas desesperados ou bobinhos, o que me atrai: "eu nao sei por onde fui/só resta eu me entregar/cansei de procurar/o pouco que sobrou" (O Pouco que sobrou); "enquanto eu fujo voce me lembrou/qualquer desculpa pra gente ficar/e assim a gente nao sai/que esse sofá ta bom demais/deixa o verão pra mais tarde" (Deixa o Verão) - essa é uma das minhas prediletas. Gosto muito dos metais em O vencedor, bem "Beatles", concordam?

Obviamente comecei a apreciá-los por conta da Maria Rita. A moça gravou três canções, salvo engano, do grupo, em seu primeiro disco: Cara Valente (boa demais), Santa Chuva e Veja Bem Meu Bem, sendo das três a melhor, em minha humilde opinião, a primeira.

Lembrei deles porque passava à pouco aquele programa Ensaio na Cultura. Escutei duas canções desconhecidas para mim, entretanto, e achei bem chatinhas. Desliguei e vim ouvir as que tinha no micro.

Está um saco esse post para quem não conhece. Para esses, e se curtem boa música pop, rock brasileiro, ouçam. Não é nem um pouco pesado, não se assustem por ser rock. Ao menos o cd Ventura, sendo aquele que melhor conheço, eu garanto... Prá completar, há um baterista que uma gracinha, e sabem que eu nunca tinha notado? 'bsurdo...

Que horror, esqueci de dar nome aos bois. Se alguém não sabe, eles são os Los Hermanos. Titulozinho que considero tolo, mas isso é o mínimo.

"Eu encontrei-a quando nao quis
mais procurar o meu amor
e quanto levou foi pra eu merecer
antes de um mes eu já não sei
e ate quem me ver lendo jornal
na fila do pão sabe que eu te encontrei
" (Último Romance)

"Se existe Deus
minha agonia
manda essa cavalaria
que hoje a fé me abandonou
" (O Pouco que Sobrou - repeteco de link)

Cês acham besteirada colocar letrinha? Ah, se danem.

11 de fev de 2006

De carnaval

Olha que foto linda:



Do JC.

-----------

Que diacho, gosto do concurso de musa do carnaval do Rio do Luciano, O Feio.

-----------

O visual do Especial de Carnaval do DP está prá lá de bom. Adorei.

-----------

Amanhã a Mama aniversaria, comprei flores e chocolate. Mas o maior presente para ela é mesmo que seja fevereiro e vivamos na Cidade Encantada do Frevo. Que bobagem. Todo mundo sabe quais são os maiores presentes para ela.

-----------

Tudo leva a crer que esse ano não brinco, por razões delicadas. Impossível só é não entrar no clima, por puro contágio e vício. Bah. Em fevereiro é difícil não ouvir frevo nas esquinas da cidade. Senão, vejamos.

9 de fev de 2006

Tocando na cachola

"Eu te desejo não parar tão cedo
pois toda idade tem prazer e medo
e com os que erram feio e bastante
que você consiga ser tolerante

Quando você ficar triste
que seja por um dia e não o ano inteiro
e que você descubra que rir é bom
mas que rir de tudo é desespero

Desejo que você tenha a quem amar
e quando estiver bem cansado
ainda exista amor pra recomeçar,
pra recomeçar

Eu te desejo muitos amigos
mas que em um você possa confiar
e que tenha até inimigos
pra você não deixar de duvidar

Quando você ficar triste
que seja por um dia e não o ano inteiro
e que você descubra que rir é bom
mas que rir de tudo é desespero

Desejo que você ganhe dinheiro
pois é preciso viver também
e que você diga a ele pelo menos uma vez
quem é mesmo o dono de quem
"
(Amor para Recomeçar - Frejat/Mauricio Barros/Mauro Sta. Cecília)

Cor, pelamordedeus!

Da madruga

Socializando a informação: Verinha, minha flor, o comando que risca o texto é o "s", conclui-se com sua alma gêmea, o "/s". Não adianta colocar corretamente aqui o comando (com os sinais de "maior" e "menor"), obviamente, mas tô cum uma preguiça de te mandar um email que vai por aqui mesmo, pode ser?

---------------

Jôka indaga-me (e brilha um sorriso maroto em seu rosto): existe vida antes da morte? A titia responde, 'sefazendose' de desentendida, e pensando "uma pergunta tão singular que nem vou usar o réles sistema de comments": aí vareia. Será que as pessoas da Bahia abaixo compreenderão a profundidade da resposta "aí vareia"? Bom, em português claro (como se isso fosse possível em se tratando desta que vos fala!), depende do cristão, né? É o de sempre. Nada dessa história de "calcinha de veludo ou bunda de fora", como NÃO diria Einstein se tivesse nascido prá essa bandas de cá. Tudo é relativo, gentem. (Ai, essa minha mania de não ficar calada ainda acaba comigo.) Agora me responde, Jôka, a pergunta mesmo que não quer calar é: você quase apanha mesmo da Jocylene? Ê lêle!

---------------

Lendo de relance o jornal hoje na internet, deparei-me com a notícia da sentença na qual o TRT do Maranhão condenou o Inocêncio Oliveira por trabalho degradante em uma de suas fazendas. A alegria inicial com a manchete foi se esgarçando à medida que lia toda a reportagem. O TRT reduziu a indenização, ou seja, foi o mesmo que pedir revisão de uma prova e o professor aumentar sua nota. Sim, é importante que tenha ocorrido uma condenação de uma figura "ilustre" (eca!) por dano moral coletivo - fato ainda raro no país -, apenas não consigo assimilar (entender claro que entendo, sou uma aluna aplicada, senhores) muito bem como é possível uma pessoa dessas continuar no congresso, na mídia, ser elegível, coisitas assim... Além do quê, se trabalhar "sem carteira assinada, recebendo menos que um salário mínimo e obrigados a pagar por roupas e ferramentas de trabalho" não é trabalho escravo, o que é? Que esses desembargadores esperavam? Um tronco, uma senzala e um feitor?

---------

O Gil ganhou um Grammy mas não pode ir buscar, sem tempo, o que me aliviou - pois a primeira coisa em que pensei ao ler a notícia foi : desse jeito o casamento acaba, seu ministro, porque nem tempo de "bater o ponto" com a patroa o senhor deve estar tendo. Afinal, até música para a Copa o Gil anda fazendo, não é?

----------

Falando na bola: e aí, como estão vocês, pessoas do país do futebol, animados? Eu, em virtude da péssima urucubaca que jogaram em meu querido alvirubro nos últimos tempos, estou guardando minhas mais possantes energias torcedorísticas para o Mundial. Para o 2º turno do Pernambucano só um pouquinho. Para o Brasileirão um tico, em homenagem a meus sobrinhos.

----------

Nossa, o mais importante de tudo eu ia esquecendo: ONTEM FOI DIA DO FREVO!. O Camilo tá certo, é hoje o dia! foi confusão da madrugada!

8 de fev de 2006

Um texto interessante...

... acerca de um assunto sobre o qual, estou certa, a maioria de nós prefere não pensar. Mas, enfim, de vez em quando, consideradas as circunstâncias, não é má idéia pensar na morte. Não, não estou sendo mórbida, ou tendo idéias suicidas (vá de retro!) estou me sentindo mais para sensata mesmo, ou ao menos estou tentando sê-lo o mais que posso... Ah: e cada vez mais creio que o interesse no tema vale também para os desafortunados com pequeno patrimônio, porque patrimônio, gente, sempre é patrimônio, por miúdo que seja, e, família, sempre é família, por perfeita que seja...

5 de fev de 2006

Domingueira

-'Sunami', 'Sunami'!

Foi o grito do meu sobrinho entrando na água, dia desses. Na praia, lógico, (dahn). Confesso que fiquei chocada. Essa é velha, devia ter estado aqui a dias.

------------

Pelo que escuto daqui, parece que estão a mostrar cenas filmadas da intimidade da Suzane-como-é-mesmo-nome? Rich alguma coisa? Aquela que com o namorado Cravinho matou os pais (digo, ela planejou). Não acredito. Há dias em que a televisão está insuportabílissima por demais. Ando abusada mesmo com o Pânico na TV. Não acredito que o Paulo Henrique Amorim está indagando: "Será que ela pensa no julgamento?".

------------

Ainda na telinha: não acredito que fiquei curiosa de ler o livro da Bruna Surfistinha. Fiquei, fiquei, fiquei. O Vesgo e o Ceará levaram a moça à porta da Academia Paulista de Letras. Ó, Deus, como resistir ao apelo da mídia?

------------

Curiosamente, tive hoje um aborrecimento com uma criatura que me lembra (não lembrou na hora, mas pensando bem, lembra), a Suzane-matadora-de-pais. Coincidência, né? Não foi bem um aborrecimento, foi uma pobre criatura, no fundo no fundo, em um momento ruim da vida, e por acaso estava eu em seu caminho. Ou não. Talvez trate-se mesmo é de alguém excessivamente mimada pela vida, e que anda se atrapalhando com isso. Aijisus. Ser Pollyana o tempo todo cansa, viu. E o povo ainda larga pedra em cima, achando que é fingimento.

------------

"Suzane, com o sorvete na mão, foi simpática, e cumprimentou o caixa". A televisão existe para confundir, informar e desinformar. É um fato. Que ela é uma matadora execrável, também é fato. Porque então prossegue a me nausear a exposição exacerbada de gente que assistimos todo domingo na televisão? Mulheres gritando dentro de um pequeno avião que faz acrobacias em pleno ar, após assinar um termo de responsabilidade que contém nomes como ataque cardíaco e coisas assim. Um modelo ex-big-brother em seu making-off da revista Papparazo (quantos pês e quantos zês?), mostrando um torso maravilhoso.

------------

Todo dia eu entendo menos as pessoas. Ou ando entendendo mais e me aborrecendo mais, já que no fundo somos apenas uns bostinhas. Eu hein.

------------

Procuro um pequeno poema (tenho vergonha de falar haikai) para substituir o do Quintana ao lado. Este prossegue a me incomodar.

Mudei o poema!

------------

Que interessa se a Suzane engordou? Esse povo não sabe que ansiedade pode engordar as criaturas? Em tempo: odeio promotores que vão falar na televisão, odeio. Afe, vou parar de falar da Suzane senão já já vão pensar que estou chamando-a de inocente. A culpa é do Paulo Henrique Amorim, que não se cala.

------------

Quem tiver bons sites sobre:
-como meditar
-como fazer cama-de-gato (aquela brincadeira com barbante e mãos que passava numa abertura de novela antiga, esqueci o nome)
-como escolher um cão, miniatura, para apartamento e barato

favor informar.

------------

Tá na moda conversar sobre sexo, em rodas, certo? É, tá. Eu acho bom, mas nem sempre. Depende da roda, há rodas e rodas. Péssimo naquelas em que as pessoas se fingem amigas. Quem quer leia isto, se estava na roda de ontem, sábado, em que eu estive, não estou me referindo à esta roda, estou falando de outro roda, a de hoje, domingo. Pouca amizade e basicamente se falava de sacanagem de uma forma encoberta. Triste e patético. Pior: enjoado. Vão ler, povo, prá ter o que conversar, como bem dizia aquela escritora (meu Deus, foi a Lygia Fagundes Telles?) - se bem que ela endereçou o recado só às mulheres, e eu endereço a todos.

3 de fev de 2006

Esse poeminha do contra não é nada a minha cara, mas 'tá bem a minha hora. Acho que não durará aí não. Bom, deixa ele quietinho aí, por enquanto. Não sei... Tô cismada com ele, embora tenha gostado muito...

Mudei o poema!

2 de fev de 2006

Aos Filhos de Aquário



"Brilho do signo do novo
do futuro - aquário
silfos da magia - ar virão
serpentina da revolução
brilho do signo do novo
do futuro - aquário
"

(Oswaldo Montenegro - do musical A Dança dos Signos)

Bom, promessa é dívida. Tardo, mas não falho.

Notinha: não acreditei quando vi no site do Oswaldo que seu novo musical se chamará Tipos. Mas menino...

Da agenda...

... nova e baratinha que comprei. Que achado. (Não entendi porque cargas d´água está a venda em papelarias uma agenda patrocinada pela Chesf, Suvag e pelo governo federal, mas deixa prá lá...)


A Bússola

Carrego sempre uma bússola no bolso.
Quero saber o norte.
Quero saber meu norte.
Norte, morte.
Mas morte, sorte.

A bússola me diz:
“ali é o norte”.
Mas para o oeste vou.
Vou para o oeste
porque a bússola diz:
“o norte é ali”.
Mas meu coração diz:
“teu norte é o Oeste”.

E por graça da bússola
que no bolso carrego
e que me aponta o norte,
sei onde fica o oeste.

(Viver é isto:
saber, pela razão
a direção do norte
mas ir, pelo amor,
na direção do oeste).

(Daniel Lima)