12 de mar de 2009

Afe

"Penso que cumprir a vida seja simplesmente compreender a marcha e ir tocando em frente"

Nos dias que dá, lógico, seu Almir.

Ok, ok, estou aqui para morrer por mil e uma inutilidades que apenas me levarão a sabe-Deus-onde.

O que estou precisando mesmo é de um ouvido paciente. Na falta vou de blog. É uma pena que esteja tudo se tornando tão complicado para todos; o fato indubitável, contudo, é que sempre temos a sensação de que o reflexo é pior em nós, que tudo só acontece conosco, essas coisitas bestas. É da condição do homem. Como se todo mundo não tivesse uma, duas ou muitas malas sem alça para carregar. Como se as frustações não se transformassem em veneno na língua da maior parte das pessoas, mas só das que nos cercam.

Ah, um vai-se-danar resolve muito bem alguns problemas, merda de educação. Um por dia, para ser exato. Um para cada antipatia em seu caminho, é o que te desejo, e o que me desejo. O tempo da delicadeza cansa a beleza.

Nenhum comentário: