3 de ago de 2004

Mas eu já gosto desse neguinho (independentemente de política)...



Frases do Gil em entrevista das páginas amarelas da Veja de 21/07/2004.

"Palavrão não falo, não gosto, só uso alegoricamente. Mas às vezes bato na mesa. Faço assim: pá" (...que fofo)

"Veja - O senhor tem feito uso da hipocrisia?
Gil - Toda hora." (...que contrastante)

"Veja - O senhor já declarou que filme ruim também é cultura. Música ruim também é cultura? (...que imbecil)
Gil - Claro. É uma expressão cultural (...) A cultura é um software aberto" (... que bondoso)

"Eu sou ingenuo. Flora diz isso."
"Flora tem crachá all areas" (...que romântico)

"Pois é, Preta virou evangélica. Eu apenas disse a ela: 'É assim, filha: uns nascem, vão crescendo descrentes e na maturidade, ficam crentes. Outros, como eu, nascem crentes, crescem crentes e depois vão ficando descrentes'" (... será que por isso virou ministro?)

"O fato de eu ser ministro não mudou nada" (sobre continuar a ter que receber perdão do governo americano quando vai entrar no país, devido a processo sofrido naquele país por porte de drogas em 1976)

"Achava desnecessário ela (Preta) usar elementos, assim, extracurriculares para promover a carreira dela como cantora" (... pai porreta)

"Eu não fumo mais maconha. Perdi o hábito" (... ministro porreta, ops, esqueci, sem política)

"Aqueles imbecis. Porque eles não são honestos comigo?" (... que ingênuo, mulher sempre sabe tudo, né?)

Nenhum comentário: