17 de out de 2005

Chove e o chão reclama seu quinhão de aroma.
Não sou Cecília alguma: o peito é que é corredeira.

Nenhum comentário: