7 de out de 2006

Praia, luar, amigos...




... e um amor-amigo permanente, consistente, amante, acompanhante...

Um amor que eu devo merecer.

Ao mundo que me foi ofertado, devo desmesuradamente. Devo um agradecimento imprescindível, que permaneça aqui nestas palavras, e através do sempre...

"Nós que revidamos a tristeza juntos
e alimentamos a beleza juntos
pra progredirmos em fazer amor.
Nós que agradecemos à emoção traçada,
conjeturando em sensações caladas
pelos tributos do sorriso e dor.
Eu, que divulguei a minha mão na tua,
pra ter em ti a salvação tão nua
que me agasalha neste espanto a sós.
Tu, que respondestes ao que eu tinha em mente
pra alimentar meu ar, meu ambiente
e me aceitou por complemento a nós...
Ah, nós
!"
(Johnny Alf)

Palpi, o caminho está sempre muito perto de nós. Não esqueça. E vamos ser felizes, que Deus é pai, não é padrasto, mulher.

Um bom final de sábado para todos.

Nenhum comentário: