1 de abr de 2008

April Fool´s Day

Ok, ok, o Dia da Mentira é um dia alegre e gracioso. Dia de pregar peças, não é? As crianças adoram. É o Dia das Mentirinhas, podemos dizer. Já os demais dias, todos eles, são Dias da Mentira. Mentimos diariamente, sendo básico para a vivência social, às vezes uma necessidade, e para alguns um prazer ou vício. Fica ao gosto do freguês. Há até mesmo o "mentir para si mesmo", natural nos tolos, românticos, cegos, indisciplinados, e por aí vai. Por exemplo, passei o dia inteiro a mentir para mim mesmo que esta noite estudaria e cá estou. Como vêem, mentir é tão comum que se poderia mudar o dicionário : mentira seria apenas o anverso da verdade quando ofende, intensamente. Porque a verdade é algo muito, muito fugaz. A verdade é o verdadeiro mistério da vida. "Ai de mim senhora natureza humana". "Olhar as coisas como são, quem dera..."



Loki, Deus nórdico dos truques e brincadeiras.


"Mentira lo que dice
Mentira lo que da
Mentira lo que hace
Mentira lo que va

La Mentira..

Mentira la mentira
Mentira la verdad
Mentira lo que cuece
Bajo la oscuridad

Mentira, Mentira, la Mentira

Mentira el amor
Mentira el sabor
Mentira la que manda
Mentira comanda

Mentira, Mentira, la Mentira

Mentira la tristeza
Cuando empieza
Mentira no se va
Mentira, Mentira

La Mentira...

Mentira no se borra
Mentira no se olvida
Mentira, la mentira

Mentira cuando llega
Mentira nunca se va

Mentira

Mentira la mentira
Mentira la verdad

Todo es mentira en este mundo
Todo es mentira la verdad
Todo es mentira yo me digo
Todo es mentira ¿Por qué será?
"
(Mentira - Manu Chao)

Nenhum comentário: