3 de fev de 2010

O twitter, este sorrateiro

Dos vícios internáuticos, o twitter é o crack.

Você nunca mais será o mesmo depois dele. Por isso, se puder, nem chegue perto. Salvo se todo tempo do mundo estiver a seu dispor, então, pode preparar o dicionário de asneiras e digitar as letrinhas mágicas t-w-...

Porque tem a velocidade do pensamento, para os bipolares retraídos representa o êxtase. Imagine, poder expressar-se sem olhar nos olhos, falar com todos e com ninguém? Supremo.

O twitter me faz recordar também um imenso chat. Lembra o chat? Pois o twitter é um chatão, só que mais fácil. Qualquer alusão ao adjetivo contudo é mera coincidência, pois de chato o twitter nada tem, muitíssimo pelo contrário. Twitter, diversão é teu nome. Já viu alguma droga chata? Não tem.

Para não dizer que apenas há bobagens no twitter, informo-lhes que há também informação, mas representa, digamos, 10% em um universo composto por 90% de coisinhas engraçadas, malucas, safadas e sem sentido também. Obviamente terás que procurar, como em tudo na internet.

Enfim, já me alonguei demais por aqui. Este blog é passado, mas eu volto. 190 new tweets me esperam, que fazer... Acompanhem. Me segue, que eu te sigo (mentira, não é esta a política desta casa).

Nenhum comentário: